dia da:

11 DE junho, DIA DA BATALHA NAVAL DE RIACHUELO

sábado, 24 de outubro de 2015

GOVERNO DE ITAGUAÍ: A ARQUITETURA DA MENTIRA!


Sergio Prata e Agente Silas Nunes publicaram em Agentes de Trânsito de Itaguai.
    
Sergio Prata
24 de outubro às 01:44

Por: SÉRGIO PRATA.’. 

O governo canalha que se aboletou na Prefeitura de Itaguaí, tem se mantido no poder à custa das mentiras que levou a Justiça a afastar o Prefeito anterior, mentiras essas que tiveram amparos legais, de instituições sérias como a Polícia Federal e o STJ, à partir de uma montagem fraudulenta de um depoimento de um dependente químico, que foi alvejado à tiros por traficantes, tão simplesmente por acreditarem que o drogado estava atuando como X9 da Polícia Federal, por ser frequentemente visto andando, de carona, nos carros oficiais daquela instituição, pelas ruas da cidade. 

Os elementos que arquitetaram toda a trama maquiavélica, tinham pleno conhecimento de que a Justiça não pensaria duas vezes antes de afastar o Prefeito, caso fosse configurada uma tentativa de homicídio que apontasse o alcaide como autor, coautor ou mesmo mandante, e capitanearam a vítima para que promovesse uma falsa denunciação de crime, em troca de vantagens financeiras e possivelmente garantias de vida, e foi feito, não um procedimento que normalmente deveria ocorrer, que é a abertura de um Boletim de Ocorrência na Delegacia Policial onde o fato ocorreu, ou mesmo em uma Central de Flagrantes mais próxima, mas sim, um depoimento na Delegacia de Polícia Federal de Nova Iguaçu, perante um Delegado que é parente dos interessados na saída do Prefeito, em benefício daquele que poderia abrigar toda a família e os amigos dos novos mandatários. 

E assim ocorreu. O dependente químico denunciou o então Prefeito Luciano Mota de ser o mandante de sua tentativa de assassinato, e apontou como autores do crime 2 Policiais Militares, um como piloto da motocicleta que conduziu o autor dos disparos, e outro como autor dos disparos, mas ocorre que no momento do fato ocorrido, o Policial apontado como o piloto da motocicleta, estava em tratamento de fisioterapia, em recuperação de um acidente de trabalho, que o impedia até mesmo de dirigir, quanto mais pilotar uma motocicleta. Quanto ao Policial apontado pela vítima como o autor dos disparos, no momento do crime, estava de plantão no Quartel, na Sala de Operações, conforme comprovam os documentos fornecidos pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, e que já foram disponibilizados para a Justiça, que curiosamente insiste em ignorar os fatos, não se sabe por que. 

A Câmara Municipal cassou o mandato do Prefeito alegando superfaturamento em uma obra que não foi superfaturada. Todas as denúncias de desvios foram derrubadas pelas investigações promovidas pela Polícia Federal, pelo TCE e pelo TCU, que aprovaram todas as contas. Já ficou mais do que provado que a FERRARI, o HELICÓPTERO e a SUPER TV não são de propriedade do Prefeito afastado, o que não o impede de usá-los como empréstimo ou locação, desde que tenham recursos próprios para isto. A imprensa errou ao noticiar as afirmações mentirosas daqueles que queriam chegar ao poder, tanto erou que hoje a cidade possui um déficit de arrecadação, que nos últimos 7 meses sequer chegou aos R$ 30 milhões mensais arrecadados, valor este noticiado nacionalmente como desvio mensal. Se assim fosse, a Prefeitura deveria ter em caixa R$ 210 milhões, e não haveria necessidade de demitir funcionários contratados.

Fonte: Internet via Facebook